O arquiteto é necessariamente empreiteiro?


Este é um post que vai tratar de uma situação frequente no dia-a-dia de um arquiteto.

Há muitas pessoas que, na ansiedade de ver um excelente resultado estético, como os “de revista”, buscam o profissional arquiteto. No entanto, entre estas pessoas, uma boa parte procura o arquiteto como se ele fosse obrigatoriamente o realizador da obra, ou seja, o empreiteiro que compra materiais, contrata pedreiros, pintores, etc...

Na realidade, o arquiteto não necessariamente é um empreiteiro. O arquiteto é um profissional com uma formação bem ampla em: artes, cultura, comportamento , história da arte, história da arquitetura, design e, ao mesmo tempo, uma formação técnica em estrutura, instalações e tecnologia das construções.

O arquiteto , preferencialmente, deve ser contratado bem antes do início da obra. Afinal, a essência do profissional arquiteto está na criação e desenvolvimento do projeto de arquitetura que, trata-se de um planejamento anterior à obra.

Arquitetura há muito tempo já foi classificada como uma profissão da área de estudos humanos como: sociologia ou artes plásticas. O profissional que desenvolve projetos passa muitas horas em escritório numa atividade intelectual como a de um escritor em processo criativo. Por isso, muitas vezes, é importante lembrar que aquele projeto “de revista” somente foi viabilizado devido a este planejamento. Não dá para imaginar que tanta criatividade ocorra diretamente no canteiro de obra.

Ok! Se você já conseguiu compreender : o lugar da criação de um arquiteto é sentado em seu escritório, imaginando, desenhando, inventando... O produto de entrega de um arquiteto são idéias em forma de desenhos extremamente planejados para realizar uma construção. No entanto, nada pode frustrar mais um arquiteto do que um projeto que somente fica no papel.... Criamos afeto e carinho por tudo que projetamos e realmente torcemos para que se realize!

Sendo assim, o arquiteto é um aliado do cliente na realização e concretização do projeto em obra construída. A presença do arquiteto em obra tem como objetivo acompanhar e verificar se aquilo que está sendo executado corresponde ao projeto inicial que foi apresentado ao seu cliente. Em alguns casos, o arquiteto inclusive pode entrar em conflito com o empreiteiro.....Afinal, sua função no canteiro de obras é da permanente lembrança e foco no resultado que toda a equipe deve atingir. A administração da obra, pagamento de funcionários, compras de areia, prego, etc.... preferencialmente, não devem ser atividades atribuídas ao arquiteto autor do projeto. Ele deve estar se dedicando a comunicação, planejamento e esclarecimento de suas idéias a todos os envolvidos no processo.

#blog #arquitetura #carmemavila #arquitetoouempreiteiro #reformas #construções #design #arquiteturaeconstrução

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.