Como escolher o tamanho e formato de piscinas

Uma piscina bem projetada valoriza qualquer ambiente: seja uma casa, um clube, um hotel ou outro local. Ela nos convida ao relaxamento e, ainda que não mergulhamos, podemos usufruir da vista ou do barulho da água. É uma ponte para a necessidade do contato com a natureza e o refúgio de nossa vida urbana. E, por isso, gosto de imaginar que uma piscina bem projetada, é aquela cuja implantação está em harmonia com o entorno, o paisagismo e seus caminhos adjacentes.


É necessário espaço para instalar uma piscina em casa. Isto porque é fundamental considerar além da área do tanque de banho, um espaço para tomar sol e jardim para o paisagismo e sombreamento. Caso contrário, a área de sua piscina vai parecer árida e apertada no terreno e, desta forma, não fica um espaço agradável para usufruir com seus amigos e familiares.


Na verdade, tudo é uma questão de proporção. Se você tem um quintal pequeno, deve recorrer a uma piscina pequena. Se tem um quintal grande, pode considerar a possibilidade de uma piscina grande. Gosto de pensar que o tanque deve ocupar em torno de 13% a 20% da área livre descoberta de seu jardim. Considere este cálculo para imaginar o tamanho ideal de sua piscina.


Lembro que, na infância, era comum que mesmo casas com grandes jardins, tivessem piscinas infantis pequeninas, que já faziam a festa da família nos fins de semana. Hoje, esta prática está em desuso mas tende a ser resgatada, afinal, não deixa de ser uma possibilidade, caso o seu jardim seja pequeno. Neste caso, procure executar o tanque infantil com, no máximo, 80cm de profundidade. Você poderá incrementar o tanque infantil se instalar bancos e bicos de hidromassagem que serão um convite para os adultos. Desta forma, uma piscina infantil também pode ser um spa e será um convite maravilhoso para curtir suas horas de lazer. Um quadrado com espaço mínimo interno livre de 2,70mx2,70m já possibilita esta solução. Mas, não se esqueça: tão importante quanto a piscina, é a área livre em volta da mesma. Procure deixar uma área para tomar sol em alguma das laterais da piscina. O ideal é ter, no mínimo, 3,50m da cabeceira de uma espreguiçadeira até a borda de sua piscina. Na área de tomar sol, busque soluções de paisagismo que possam enriquecer sua composição. Caso não tenha espaço para trabalhar jardins tradicionais, utilize de soluções para jardins verticais em paredes.

Piscina em residência: Projeto Carmem Avila

As piscinas também podem ser instaladas no recuo lateral de sua casa. Neste caso, a pedida é projetar uma raia para a prática de natação (profundidade de 1,20m a 1,40m é suficiente). As raias, em uma casa, podem ter uma largura mínima de 2,10m e, preferencialmente, no mínimo, de 12,50m de extensão (o ideal seria 25m para uma raia semi olímpica). No caso de construir a piscina no recuo lateral de sua casa, lembre-se que ela não poderá ocupar todo o espaço, considere a área para instalar as bordas e possibilitar que uma pessoa caminhe lateralmente a fim de fazer a manutenção e limpeza.


Para garantir o conforto de sua piscina, fundamental também, é observar as áreas ensolaradas de seu quintal. Se o seu quintal é pequeno e fica sombreado a maior parte do dia, não recomendo uma piscina. Certamente, você irá se beneficiar mais, se tiver um spa ou ofurô servidos de água quente para melhor usufruir da instalação.


Procure construir a sua piscina em áreas banhadas de sol. Desta forma, ela torna-se mais convidativa para o uso em suas horas de lazer. Lembre-se que, nos dias de hoje, mesmo em situações de piscinas localizadas em áreas ensolaradas, é comum criar uma infra-estrutura de aquecimento solar porque, desta forma, poderá utilizar a piscina muitos dias por ano. Existem diversos sistemas de aquecimento solar para piscinas no mercado, busque por um.


Com exceção as piscinas de prática esportiva, não existem regras para estabelecer o formato de sua piscina. No entanto, existem tendências que você pode optar por seguir ou não. Todos se recordam das piscinas em formato de feijão tão recorrentes nos anos 80, hoje este formato está em completo desuso e, tem prevalecido as piscinas em linhas retas e, inclusive, com borda infinita. No entanto, não gosto muito de estabelecer os critérios para o formato de uma piscina apenas através de tendências ou motivos estéticos. Para estabelecer o formato de uma piscina, é preciso pensar mais sobre os usos da mesma e a situação dentro do lote. Por exemplo, muitos clientes querem ter borda infinita na piscina, no entanto, esta solução só é interessante quando a piscina está implantada num terreno íngreme e em declive. A proposta da piscina deve ser sob medida para a sua situação.


A primeira colocação sobre o formato, é a profundidade do tanque. Anos atrás, as piscinas eram mais profundas do que são hoje e isto as tornavam mais geladas e difíceis de aquecer. Hoje é usual considerar a profundidade máxima de 1,40m para uma piscina de adulto. Além disso, tem sido prática comum, criar áreas de “prainha” com profundidade de 30cm. Normalmente, nestas áreas mais rasas é onde as pessoas ficam por mais tempo acomodadas, seja tomando sol ou mesmo bebendo algo.


Antigamente, as piscinas eram simplesmente um tanque retangular e quanto maior fossem, mais impactavam o ambiente. Hoje, as piscinas são projetadas de forma a criar micro ambientes com diferentes propostas de níveis e usos e nem precisam ser tão grandes. Quando há uma área maior para a piscina, até podemos criar num mesmo projeto, uma diversidade de espaços: prainha, spa com hidromassagem, tanque de lazer e raia para a prática de natação. Além disso, podemos incrementar com alguns outros ítens como: cascata, plataforma de mergulho, etc.... Hoje, a idéia é projetar ambientes diferenciados e dinâmicos dentro desta área ocupada pela água.

Piscina residencial: Projeto de Carmem Avila

A iluminação valoriza a piscina e, além disso, é um ítem essencial para possibilitar o uso noturno da mesma, inclusive evitando acidentes. Hoje, as piscinas podem ser equipadas com iluminação em Led, que pode trazer diferentes efeitos e cores para o seu jardim. Neste tipo de iluminação, é bastante comum o acionamento por controle remoto e opções de alterações de cor que facilmente podem ser operadas. Procure instalar as luminárias de forma a não ofuscarem diretamente os olhos daqueles que estiverem fora da piscina. Desta forma, evite posiciona-las em pontos que a fonte de luz seja vista diretamente da casa ou da varanda principal de estar.

#arquitetura #arquiteturaeconstrução #carmemavila

Featured Posts
Recent Posts
Archive